Introdução

DST é uma sigla que quer dizer Doenças Sexualmente Transmissíveis. São doenças causadas por vários tipos de micróbios que vivem nos órgãos genitais (no pênis, ânus, vulva e vagina) das pessoas contaminadas. Quase sempre pegamos essas doenças nas relações sexuais com alguém que já se contaminou.

Antigamente eram conhecidas como doenças venéreas, de Vênus (doenças do amor). Existem desde muito tempo atrás, mesmo na Bíblia há relatos sobre elas. Infelizmente, elas vêm aumentando em todo o mundo.

Qualquer pessoa que teve ou tem algum tipo de contato sexual sem camisinha (anal, vaginal ou oral) com alguém que se contaminou, pode ter uma DST. Qualquer pessoa por mais limpa, cheirosa, de "família" ou saudável que seja, pode ter se contaminado com uma DST sem saber. Muitas vezes as DST não apresentam sintomas, portanto qualquer um pode estar contaminado com uma dessas doenças e não saber. Existem muitos tabus em torno deste tema, com vergonha de estarem com uma DST, não buscam tratamento ou se automedicam (tomam medicamento por conta própria), não avisam seus parceiros sexuais e por isso as doenças se alastram e pioram.

Para se identificar qualquer DST, você tiver prestar atenção em alguns sintomas como: pequenas feridas, verrugas ou corrimento, no ânus, na vulva, ou no pênis. Ou mesmo, coceira, dor, ou ardor nestes lugares, seja durante ou após a relação sexual, ou quando urinar. Porém, muitas pessoas estão doentes e não sentem nada, ou têm sinais pouco específicos. Visitas periódicas anuais ao médico podem dizer como vai a sua saúde. Mais importante do que saber o nome das doenças e seus sintomas principais é conhecer o próprio corpo, aprender a se observar, a se tocar, a se examinar e perceber as mudanças que acontecem. Notando algo estranho, temos que perder a vergonha, não adiar e procurar o serviço de saúde. Lembre-se de que a maioria dessas doenças são tratáveis, curáveis e quanto mais cedo diagnosticadas melhor. Isto vale para os homens e mulheres! Existem serviços públicos gratuitos que atendem adolescentes e que tratam DST.

A maioria das DST são curáveis. Mas se não forem tratadas adequadamente podem ficar graves, atingindo outras partes do corpo. Muitas pessoas, às vezes por vergonha, tratam as DST na farmácia, onde não são bem diagnosticadas e se complicam. Os médicos estão muito mais preparados para tratar as DST e não podem fazer nenhum julgamento sobre sua vida, preferência ou prática sexual.