Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo
FacebookTwitter1YoutubeInsta

IFSP mantém grafia única para "câmpus"

A Assessoria de Comunicação (ASC) esclarece que, em relação à grafia, continuamos mantendo o termo “câmpus” tanto para o singular quanto para o plural. 

Circulou por e-mail, entre servidores do IFSP, parecer do linguista Evanildo Bechara, da Academia Brasileira de Letras (ABL), recomendando a distinção campus e campi. Esse parecer foi tomado como “recomendação” pela Secretaria de Educação Profissional Tecnológica (Setec). 

A ASC, no entanto, leva em consideração alguns pontos para, por ora, manter a grafia uniformizada: a) as variações gráficas em torno da palavra em questão geram polêmica mesmo entre linguistas de renome, suscitando distintas interpretações; b) o parecer divulgado entra em confronto com Nota Lexicológica do próprio Ministério da Educação (MEC), órgão ao qual a Setec é vinculada; c) a Setec usa o termo “recomendação” vinculado ao parecer de Bechara, e uma recomendação não tem caráter normativo.

Buscando a maior clareza possível, e evitando múltiplas readequações enquanto ainda há dúvidas sobre uma questão não encerrada, continuamos mantendo o aportuguesamento “câmpus” em todos os casos, até que haja posicionamento inequívoco do MEC no sentido de mudança. 

A única distinção fica no uso de letra maiúscula para especificações (Ex: “Houve uma reunião no Câmpus Catanduva”), enquanto as generalizações devem ser grafadas com minúscula (Ex: “Na reunião em Catanduva, havia diretores de todos os câmpus”).

 

 

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo
Rua Pedro Vicente, 625 - Canindé - São Paulo - SP - Brasil - Cep: 01109-010

Movido à Joomla!